Fordlândia

Em 1920 a indústria automobilística americana estava no auge. Henry Ford era o industrial mais famoso e mais rico do mundo. Sua companhia, a “Ford Company”, exportava para todo mundo o seu modelo Ford T. Mas um dos componentes desta fabulosa fábrica estava em mãos inglesas: era a borracha com que ele fazia pneus. Para acabar com este problema Henry Ford resolve produzirsua própria borracha. 
Montou o projeto Fordlândia, que era a construção de uma cidade e o plantio de um imenso seringal no meio da Mata do Pará (na Floresta Amazônica). Deu tudo errado. 

Ford perdeu U$$160 milhões de dólares (em dinheiro de hoje), produziu um desastre ecológico (arrasou com o meio-ambiente local) e acabou abandonando o projeto. Uma das grandes razões do fracasso da Fordlândia: problemas de planejamento. Surpreendentemente, para uma empresa tão grande e de sucesso, a Ford Motor Company não fez um bom trabalho de planejamento. O aviador Charles Lindberg, que trabalhou na divisão de aviação da companhia, explicou, “a política da Ford é agir primeiro e planejar depois, normalmente negligenciando por completo detalhes essenciais” Constatou-se o fracasso de um empresário arrogante e venerado como um profeta do capitalismo industrial.

 

Saiba mais em BBC